História

Formada no início de 2004, em Campinas-SP, a Rising Power foi criada para homenagear a grande banda de rock australiana, AC/DC.
Reunindo alguns dos mais experientes músicos da região, como Ricardo Peewee (guitarra – o Angus Young), Fabiano Drudi (vocal), Vulcano (guitarra), Marcelo Jorge (bateria) e Tiago Accorsi (baixo), montaram um set-list com os grandes clássicos para tocar nos principais bares, casas de shows, de todo o Brasil, reproduzindo com fidelidade a sensação de estar assistindo ao próprio AC/DC! Além de reproduzirem a sonoridade da banda, ainda reproduzem a performance de palco.

Integrantes

FABIANO DRUDI
FABIANO DRUDIVocal
Com quase vinte anos de experiência na cena musical do interior paulista, iniciou sua carreira no ano de 1992 fazendo parte de vários projetos com amigos mas, como objetivo principal, a diversão. Só em 2003 que a coisa começou a ficar mais séria quando, ao lado de Ricardo Pee Wee, formou a Rising Power. De lá pra cá, foram muitas apresentações cheias de energia. Fabiano também faz parte das bandas Slippery e Stay Hungry – Twisted Sister Tributo. Suas maiores influências são: David Byron (Uriah Heep), Ronnie James Dio, Dee Snider (Twisted Sister), Sammy Hagar (Van Halen, Chickenfoot), Paul Stanley (Kiss) e é claro, Bon Scott e Brian Johnson.
RICARDO PEEWEE
RICARDO PEEWEEGuitarra
Desde quando começou a aprender a tocar guitarra e ouvia o vinil que tinha em casa, o clássico Back in Black, pensava se um dia conseguiria tocar com uma banda ao menos algumas daquelas músicas… sonhava! E a vida lhe pôs no rumo certo quando conheceu Fabiano, que topou realizar esse projeto de 100% AC/DC! Dedicado, faz com que as apresentações não dispensem elogios e admiração à banda. Se Angus é um doido com suas bateções de cabeça, se jogando ao chão… ele não deixará por menos! Influência: Angus Young, Malcom Young, Jake E. Lee
TIAGO ACCORSI
TIAGO ACCORSIBaixo
O mais novo integrante da Rising Power iniciou na música no ano de 1998. Nos primeiros anos se dedicou a gravações e shows no seguimento gospel.
Em meados de 2005 montou sua primeira banda de rock, a Firestorm, projeto de música autoral onde participou de vários festivais em São Paulo. Em 2008 deu uma pausa com a música para se dedicar a outros projetos profissionais. No Final de 2013 voltou a tocar após receber o convite para fazer parte do projeto de Blues “Texas Jam” do nosso Angus – Ricardo Pewee. No inicio de 2015, após 11 anos com a mesma formação, Tiago Accorsi assumiu o baixo da Rising Power! Influencias: Geddy Lee, Steve Harris, Billy Sheehan, Cliff Williams
JACK
JACKGuitarra
Com vinte e tantos anos de atividades musicais, Jack iniciou na guitarra aos 11 anos e aos 13 já tinha sua primeira banda de garagem, a Dirty Boys. Nessa mesma época já começou a cantar, porque ninguém queria o posto de vocalista, e em pouco tempo passou a se identificar com a posição de front man. Com a vontade de viver de música e a entrada na fase adulta começou a fazer barzinhos com voz e violão. O hobby virou trabalho com passagens em bandas com um som mais comercial fazendo formaturas e casamentos. Desde 2009, com a Jack Rock Blues que faz cover de Classic Rock também surgiram alguns sons autorais, junto a oportunidade de tocar em várias cidades. Conheceu e começou a trabalhar com a Rising Power como substituto do grande Vulcano (Malcom) em 2014. Paralelamente à Jack Rock Blues, fundou a Solidão à Dois, Tributo a Cazuza e Barão Vermelho. Agora oficialmente no posto de Malcom desde 15/03/2022. Influências: Angus e Malcom Young, Paul GIlbert, Fernando Magalhães, Roberto Frejat
MARCELO JORGE
MARCELO JORGEBateria
Tendo começado sua carreira musical em 1987, Marcelo formou, no ano de 1991, a banda KASUAL, onde tocou até 1995. Depois disso, foi um dos fundadores da lendária banda de heavy metal Acron, com quem gravou um CD Demo com nove músicas. Marcelo viajou com o Acron à Europa em uma turnê promocional, fazendo inúmeros shows e entrevistas em rádios locais. Em 1999, foi lançado o primeiro CD da banda, intitulado Travel To Come Back, que foi muito bem aceito pela crítica. Marcelo participou das composições, arranjos e produção. Em fevereiro de 2001 deu início ao power trio Y2K. Em Julho de 2001, a banda Megaflash passa a fazer parte de seu novo projeto. No ano de 2002, é chamado para integrar a conceituada banda All Right, onde tocou por alguns meses. O convite para participar da Rising Power surgiu em novembro de 2003. Toca também na sua banda autoral de rock progressivo Travelplan. Influências: Ian Paice, Carl Palmer, Hans Bathelt, Curt Cress, Phil Ehart, Terry Bozzio, Nicko McBrain, Rubens Barsotti.